Não Tenha Medo Dos Trinta

Se você não viu meus posts anteriores falando sobre meu receio com o fato de fazer “30 anos” perdeu muita coisa digamos que interessante. Inclusive, para você que não conhecia meus outros posts sobre os “trinta”, vou deixar aqui pra você a Página de links que falo somente sobre isso.

Mas hoje quero falar como está sendo essa nova fase da minha vida. E embora muitas pessoas digam que fazer trinta anos é apenas mais um número a completar, eu digo que não! Têm acontecido muitas coisas em minha vida que não posso deixar passar de maneira alguma, e achar que é simples questão do acaso. Assim como os “quinze” foi uma fase de muitas descobertas na fase adolescente, os “trinta” têm me proporcionado coisas novas e uma maneira incrível de ver e viver esse novo tempo. 

Em alguns momentos sinto que estou mais adulta em certos assuntos, mas em outras eu continuo imatura (algo que é super natural).

Aí eu me pergunto: “Por quê algumas vezes parecemos tão maduros, mas em outras parecemos crianças cheias de birra?” E chego a conclusão de que não adianta nós ficarmos mais velhos e maduros em idade se nossas mentes continuam perdidas em algum lugar da história.

Sinto falta de viver de uma maneira “arriscada”, como era antes, mas ao mesmo tempo amo viver neste nível em que pra tomar uma decisão agente precisa pensar muito bem!

Acho que o que eu mais sinto saudades de viver antes dos trinta era não cuidar da minha pele, pelo simples fato de ser algo cansativo cuidar dela todos os dias. E têm uma coisinha que me incomoda: “Dores musculares” que estão começando a aparecer. Isso é a prova de que o “trinta” pesam kkkkkkkk…

Estou começando a montar este ano um cronograma para o ano que vem , e nele já está assinalado o Pilates. Eu já deveria estar fazendo Pilates, pois tenho problema de curvatura óssea. Sabe aquela pessoa preguiçosa que inventa desculpa para tudo e não gosta de sair de casa? Prazer essa pessoa sou eu! Mas como eu falei…preciso começar a me mexer, senão vou ser uma velha frustrada hehehe…

Aprendi a lidar muito com algumas questões, e são elas…

  1. Críticas – Escuto e tento trabalhar elas em minha vida. Se forem construtivas eu me esforço ao máximo para aplicar elas em minha vida. Mas se forem destrutivas não espere nada de mim.
  2. Elogios – Todos precisamos disso! Não vamos ser hipócritas! Antes eu realizava meus trabalhos esperando que alguém me notasse. Mas hoje eu trabalho dando o meu melhor, afim de ver pessoas sendo elogiadas. Neste caso os elogios vem como consequência. 
  3. Responsabilidade – Aqui está uma questão na minha vida que tenho trabalhado muito. Tenho faltado em algumas aulas de ballet, minha professora quase me mata por isso, mas trabalho isso todos os dias, pode ter certeza! Mas tem outras coisas que entram aqui como por exemplo: Gravar videos para o youtube periodicamente, não aparecer aqui no blog só uma vez por semana, entre muitas outras coisas.
  4. Ser mais ousada – Eu sempre fui a pobre coitada…a garota envergonhada por onde eu passava, mas isso começou a mudar com a chegada dos meus “trinta”. Sabe quando a pessoa cansa de ter alguém para ser seu porta voz e decide agir por si mesma? Esta sou e agora!

E se você tem medo da chegada dos 20, 30, 40, 50, 60….saiba de uma coisa: Todos nós precisamos passar por todas as fases da vida, só assim nós iremos chegar onde queremos e sonhamos. Então fique firme! Não tenha medo ou receio de chegar ao seu alvo por você achar que está velha ou então que você não é merecedor de colher os frutos do seu suado trabalho. A idade não nos define, mas fala muito sobre quem somos, de onde viemos, e para onde iremos.

Qualquer dúvida que você tenha pode entrar em contato comigo em todas as minhas redes sociais, pois será um prazer conversar com você.

No faceBook

No Instagran

No YouTube 

Beijus e até a próxima!

Deus abençoe a todos nós!