Família

Filhos Peludos

Como hoje é dia de falar sobre a família e sobre os amigos eu trouxe um post para falar um pouco mais sobre os meus “Filhos Peludos”. Nunca imaginei que teria tanto apego por esses bichinhos da maneira que eu sempre tive, desde que olhei para as carinhas deles!

Este é James um gato lindo e maravilhoso, ele é da raça Siamês. Ele chegou aqui em casa com um histórico de fujão, pois a pessoa que o encontrou nos disse que ele costumava fugir muito, a ponto de ficar um mês inteiro na rua e voltar muito magro e também muito machucado. Então tivemos que manter ele durante um tempo trancado no nosso quarto até que ele enfim pudesse ficar mais tranquilo. Depois de um tempo castrado e acostumado com o novo ambiente em que ele iria morar tudo foi mais fácil. James nunca fugiu de casa e é um gato extremamente educado e dono da casa. Ele em seus momentos de carinho e também de superioridade (ele é um gato) hehehe…

 

 

Este Alfred…um serzinho que sempre foi nosso objetivo ter. Desde que a mãe dele ainda era filhote eu dizia que ainda teríamos um filhote dela, pois ela é a cadela das meus cunhados, eu sempre achei a mãe dele (Pichorra) muito fofa.

Então quando esse pequeno (que já não é mais tão pequeno) nós já tínhamos o nome dele e a certeza de que o dia em que nos mudássemos ele iria junto conosco. Ele sabia e atendia desde o primeiro dia quando agente chamava ele pelo nome. Ele era e é muito chorão! Essa é a maior característica dele kkkkkk… Mas o amamos muito! Ele é muito carente também! Todo mundo pode sair de casa, menos eu! Ele fica chorando até eu voltar, e quando eu volto é só alegria. Posso só sair no portão e voltar pra acalmar ele, o choro e a festa vai ser a mesma. E antes que eu esqueça, Alfred é uma mistura de Poodle com Cooker.

 

Esses dois são muito companheiros, embora na maioria das vezes tudo o que o Alfred queria seja correr e brincar e o velho e birrento James queira ficar quieto e sentado acaba ficando tudo numa boa, pois no final das contas os dois sempre acabam se entendendo. Eles nunca brigaram (desde o primeiro dia que se virão), pois o que mais agente aqui de casa tenta passar pra eles é que eles devem sim viver no mesmo espaço e um respeitar o outro. E eles são os nossos amores. Não brigue com  eles nem os queiram mau, pois Deus colocou esses serem pequenos e tão indefesos neste mundo para cuidados e amarmos.

Por hoje é isso meus amores!

Até amanhã com mais um post desta saga maravilhosa. Bjus!

Deixe seu comentário

*