Sem categoria

Dia das Mães, sem minha mãe

Dia das mães para muitos é um dia de muitas reflexões(isso é óbvio), mas hoje quero refletir com vocês algo que muitos não se dão conta que é: “Não tenho mãe! Então pra mim esse dia é como outro qualquer da minha vida” ou então: “Minha mãe não gosta de mim! Quero distância” ou também: “Sabe de uma coisa?! Minha mãe não merece que eu faça nada pra ela!”
Diante das afirmações acima tenho a dizer que algumas delas até poderiam ser minhas num passado nada distante. Mas hoje Não penso mais assim! E se eu fosse você também não pensaria! Alguns aqui que me acompanham a mais tempo e sabem um pouco da minha história compreendem que eu teria todos os motivos para excluir a minha mãe da minha vida, mas felizmente eu conheci alguém que está muito acima de todos nós, e esse alguém me ensinou que minha mãe é minha mãe!  E que não interessa o que eu pense dela! Não foi ela que me escolheu(até porque aqui nesta parte tem muita história contada pela família quem nem ao menos era pra mim existir, então…neh?!), mas quem me escolheu foi Deus! Que nunca deixou que nada de mal me acontecesse e nunca me deixou desamparada, mesmo que eu me achasse perdida Ele ia lá e me encontrava, e isso era SEMPRE!

Por muito tempo culpei a minha mãe pela vida que acabei trilhando, mas ela foi a maior vítima! Ela teve muitas perdas! Mas infelizmente não sei o que aconteceu com ela no meio do caminho que ela trilhou, pois algo não deixou que ela seguisse em frente, como eu segui!

Hoje não tenho mais ligação afetiva de mãe e filha com ela, pois acabamos cada uma indo para lados opostos da vida, mas eu a respeito e desejo tudo de melhor na vida dela, e desejo muito que um dia ela encontre o mesmo caminho que eu acabei encontrando.

E antes de acabar esse post eu gostaria de agradecer também a Deus pela pessoa maravilhosa que Ele colocou no meu caminho e que é uma leoa na hora de defender suas crias e eu tenho um prazer enorme de poder fazer parte dessa “massa” que é defendida por ela. Essa pessoa é minha sogra querida(Adriana Oliveira de Almeida da Luz). Ela é uma mãe pra mim! Me adotou quando eu tinha 17 aninhos e até hoje tenho o prazer de ser defendida por ela e também de ter as orelhas puxadas de vez em quando, pois os melhores conselhos da minha vida vieram diretamente dela! Obrigada mesmo minha sogra e mãe querida! Não há presente no mundo que pague o que você é e faz na minha vida! A única coisa que posso desejar pra ti é que Deus te dê muitos anos de vida “Dona Encrenca”. Tenho certeza que essas não são apenas palavras minhas minhas, mas sei que Adrison, Ediana, Elaís, Abner e Filipe adorariam falar isso pra ti todos os dias, então que fique registrado aqui para que tu leia sempre que quiser.

E que para todas as mães esse seja um dia feliz e cheio de filhos, netos, bisnetos e por aí vai de pintinhos agarrados às suas grandes e poderosas asas de heroína. E que Deus abençoe a todas nós! Que Deus abençoe essa nação cheia de mulheres! E que ele venha sobre todas as mentes de filhas orfãs de mães para que elas reencontrem o caminho de casa.

Bjus! E até a próxima queridos!!!

**Se você gostou deste conteúdo, veja mais em Minha Família.

2 comments

Deixe seu comentário

*